Jibóia uma planta ideal para interiores

Texto e Fotos: Luis Bacher

Para quem procura plantas decorativas para ambientes internos com bastante sombra e pouca ventilação com certeza a espécie mais indicada é a Jibóia ( Epipremnum pinnatum , anteriormente Scindapsus aureus ).

Esta planta é a mais resistente à falta de luz e ventilação,  mesmo  em  condições desfavoráveis ela continua crescendo e soltando folhas novas durante bastante tempo e só deve ser trocada de ambiente para recuperação em casos em que a folha apresente alguma necrose ou manchas.
A Jibóia é uma espécie trepadora semi-herbácea e pertence  à  família das aráceas, a mesma dos filodendros, espatifilos  e  antúrios  entre outras.  É nativa das Ilhas Salomão e seu principal atrativo é  a  folhagem variegada de amarelo sendo que as folhas da planta quando cultivada em  vasos são pequenas e tornam-se grandes e recortadas  quando plantadas diretamente ao solo em projetos paisagísticos.
No Mercado de Flores  da CEASA Campinas  as  mudas  de  Jibóia
são vendidas em vasos pequenos e grandes sempre fixadas  em palitos de fibra de côco ou madeira. Também é encontrada em caixas com 15 unidades para plantio como forração.

Dicas de cultivo

Luz: Sombra e meia-sombra

Solos: Ricos em matéria orgânica e bem drenados. Quando cultivada em vasos o substrato deve ser bem fibroso e  de  fácil  drenagem  tipo terra vegetal, casca de pinus e fibra de côco.

Pragas e doenças: Pelo fato de ser cultivada mais à sombra pode  ser atacada por pulgões e cochonilhas que podem ser controlados com produtos naturais à base de nim. Em caso de podridão das folhas deve ser trocada para ambiente mais ventilado para recuperação.

 

  
  

 

 

 

Cadastro

Cadastre-se para receber as novidades da Aproccamp







Tradutor